Casamento de manhã: usar chapéu, fascinator ou casquete? ou não?

02/09/2014

Taí um post que eu já queria fazer há algum tempo, mas que sempre fiquei "deixando para depois", sabem? Mas aproveitei que no próximo fim de semana terei 2 casamentos pela manhã para abordar o tema aqui no blog. Vamos começar?

Bom, sempre surgem várias dúvidas acerca do "dress code" para casamentos diurnos (eu mesma recebo vários emails de leitoras perguntando sobre o assunto) e por isso hoje vou falar sobre o uso de acessórios na cabeça. Sim, porque esse é um momento bem bacana para quem adora um adereço e quer usá-lo.

Eles voltaram à cena fashion após o casamento da princesa Kate Middleton com o príncipe William, em 2011 – naquela ocasião, TODAS as convidadas usaram chapéus ou fascinators, estão lembradas? (àquela época, a febre era o twitter e todo o mundinho fashion acompanhou o casamento, e comentou sobre os tais acessórios. Inclusive uns eram bem extravagantes, quem lembra? rs).

Primeiramente, vamos ter um pouco de história? Convidei a professora de História da Moda e Doutora em Sociologia, Mayrinne Meira para um bate-papo super revelador sobre o tema! Vamos tirar todas as nossas dúvidas?

 

RENATA – De onde surgiram os acessórios de cabeça, como casquetes e fascinators? É verdade que eles remetem à Maria Antonieta?

MAYRINNE: Eles variam em épocas de origem e temos algumas contradições entre essas épocas, os acessórios e os termos usados. Os chapéus são os mais antigos, datando do que se denomina pré-história, com função de proteção das intempéries e foi adquirindo várias funções ao longo do tempo. No medievo, por exemplo, a nobreza usava para viagens, eventos, aparições públicas, etc. O voilette era usado no século VII esporadicamente e retornou como acessório francês em 1910, como proteção do sol e da poeira, especialmente. O casquete data dos anos 1940, período de guerra e recessão econômica. Nesse contexto, foi uma alternativa para poupar materiais, deixando as mulheres mais sérias e austeras e terminou como acessório charmoso e amplamente usado, mesmo posteriormente. O fascinator tem seus primeiros registros na Grécia antiga e perpassou a história com muita criatividade e variação de materiais naturais ou não. 

R – Qual a diferença entre chapéu, voillette, casquete e fascinator?

M – O chapéu é mais generalizante e possui abas muito variadas, tamanhos, estilos e é mais versátil, podendo ser usado em qualquer ocasião. Para os eventos da realeza europeia, por exemplo, são feitos pela alta chapelaria com materiais nobres e abas diversas. Aqui no Brasil são vistos comumente no Jockey Club e casamentos diurnos. Usa-se mais os modelos "breton", reto com aba levantada na ponta, "capelline", com aba reta e longa e o "queen", de sisal, utilizado comumente pela rainha Elizabeth II.

Gente, achei essa foto na internet e tive que postar. quem não lembra da personagem da Camila Pitanga, a Bebel, na novela Paraíso Tropical, falando: "Que boa idéia esse casamento primaveril em pleno outono!" haha Ela estava usando um chapéu, chiquérrima!

O voilette é aquele véu (ou redinha) que parte do acessório de cabeça e cobre parcial ou completamente o rosto. 

O Casquete é uma espécie de pequeno chapéu e as vezes se torna confuso porque ele pode ostentar grandes arranjos, laços e ornamentos, sendo confundido com o fascinator, mas sua base é o chapéu. 

 

O Fascinators é, em tese, um adorno de cabeça feito de plumas, pedrarias, penas, sem forma ou função de chapéu. Porém, quando usa-se o casquete adornado com esses materiais, costumam chamar de fascinator e não de casquete. Mas quem entende com profundidade ou usa com certa frequência identifica prontamente a diferença. O fascinator, por exemplo, não é admitido em algumas ocasiões do Royal Ascot, evento tradicional da Inglaterra. 

 

R – Para casamentos diurnos, quais são os mais recomendados? Ou pode-se fazer o uso dos 3 modelos?

M – Todos são recomendáveis e há vários modelos extremamente criativos, inclusive o headpiece, com dez centímetros ou mais de diâmetro. O importante é manter uma harmonia com a roupa.

 

R – Existe alguma maneira correta de usá-los? Tipo, do lado direito ou esquerdo da cabeça? Cabelo preso ou solto?

M – Do lado direito da cabeça. Mas essa regra é comumente transgredida. Uma sugestão que dou é que se continue usando do lado direito, caso a pessoa não seja famosa, formadora de opinião ou ligada ao universo da moda, pois pode soar como ignorância. 

R – Eles tem que necessariamente ser da cor do vestido? Ou pode-se apostar em cores harmônicas?

M – Podem ser da mesma cor, com combinações harmônicas ou mesmo contrastantes. Os materiais também não precisam ser os mesmos. O importante é que a mulher se sinta confortável, segura e adequada ao evento.

 

Bom, acho que agora já estamos por dentro do assunto, não é mesmo? Super agradeço à minha querida professora Mayrinne (que me socorre sempre em minhas dúvidas), e que arrasou no nosso bate-papo.

Preparem-se para ver um post semana que vem com os looks do casamento de uma grande amiga minha – Bernisse, pois várias convidads e madrinhas usarão os adereços desse post – inclusive eu, que escolhi usar um casquete no casamento religioso, que será relaizado durante a manhã.

Espero que tenham curtido o post! 

Beijos, Rê

 

8 respostas para Casamento de manhã: usar chapéu, fascinator ou casquete? ou não?

  1. Aline Silva diz:

    Renata, bom dia!
    Adorei o post. Tô em duvidas em uma coisa e gostaria muito que você me ajudasse… Vou fazer um cruzeiro e não tenho a mínima ideia do que levar, gostaria que me ajudasse. Desde já agradeço!

  2. Bernisse diz:

    Que post bacana. Bem esclarecedor. . Vou mostrar a mainha… Ela vai de chapéu para meu casamento no domingo…. Minhas madrinhas vão estar lindas e super elegantes com eles….

  3. Rê Brauer diz:

    AMEI,usei casquet mo meu casamento há 25 anos atrás e agora minha filha se casa e queremos ajuda.o casamento será numa chácara durante a tarde, onde posso comprar ou alugar aqui em São Paulo? Desde já agradeço

  4. suzana diz:

    MEU FILHO CASA NO dia 29/11 próximo, AS 10hrs. E AGORA ME VEIO A idéia DE UM caquético COM ALGUMAS PLUMAS (BEM sóbrio E básico TSLVEZ)COMO VOU ENTRAR COM ELE, será QUE DEVERIA USAR OU VOU DE PENTEADO ?

  5. Rosenilda Amparo diz:

    SUAS INFORMAÇÕES ME AJUDARAM MUITO, PORÉM NÃO ENCONTRO UM CHAPÉU BONITO PARA O CASAMENTO DO MEU FILHO EM ABRIL/CAMPO E MANHÃ, VOCÊ TERIA ENDEREÇOS, POIS TENHO ENCONTRADO CHAPÉUS MUITO GROSSEIROS.

  6. Fabiana diz:

    Ola, terei um casamento em uma chacara no periodo Da manha. Por ser um ambiente mais “descolado”,podEria usar um chapeu panama com um vestido florido mas com o uso de uma fita Mais sofisticada, voltada pro cetim ou feita em crepe de Seda?
    Obrigada!

    Tenho tbm uma amiga que tbm Tem duvidas quanto à o que vestir em casamentos em chacara

  7. Cirlene diz:

    Adorei as dicas de como,e onde usar. Os chapeus fascinatores e casquetes. Mto obrigada !

  8. Lucia diz:

    Posso usar um chapeu panamá com vestido longo,florido suave, sandalia baixa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *