Guia de viagem: CAMPOS DO JORDÃO

17/07/2017

Campos do Jordão é um dos destinos mais disputados no inverno brasileiro – a cidade tem fácil acesso: fica a apenas 2h30 de São Paulo, é pequena e aconchegante com váriosss restaurantes e hotéis incríveis, paisagens lindas e um clima de inverno europeu com arquitetura inspirada nos Alpes Suíços , sendo por isso considerada a “Suíça Brasileira”.

 

Já tinha visitado a cidade há 8 anos e esta foi minha segunda vez por lá. Não lembrava de quase nada mais, e por isso foi ainda mais bacana a viagem. Dá para chegar em Campos a partir de São Paulo: nós pegamos um voo  João Pessoa – Guarulhos, e lá mesmo alugamos um carro no aeroporto. É simples, fácil e prático, mas recomendo que vocês reservem os carros na locadora antes, para ter mais opções de veículos (nós não fizemos isso e escolhemos o que tinha na hora, e não o que os meninos queriam, que era mais confortável). Mas, enfim, assim seguimos viagem.

 

Assim que chegamos fomos direto almoçar no centrinho que começa mesmo a ficar cheio nesse horário por volta das 14hs. Os turistas costumam almoçar mais tarde nessa época, pois como faz frio todo mundo dorme até mais tarde, toma café mais tarde e consequentemente almoça mais tarde. Férias e frio, né gente?! rsrs

 

Abaixo vou citar alguns programas, restaurantes e o hotel MARAVILHOSO que fiquei. Anotem as dicas e boa viagem!

 

CLIMA

Por ser o mais alto município brasileiro, Campos sempre tem uma temperatura amena e nos meses de Junho, Julho e Agosto – alta estação – a temperatura chega fácil no 0°C. Por isso, vão preparados para o frio, com muitos casacos, botas e roupas térmicas. Quem não tiver esse tipo de roupa pode deixar para comprar lá – encontrei várias lojinhas ocm preços muito bons e muitas delas com peças em promoção que super valiam a pena. Também é super fácil encontrar luvas, gorros, cachecois e afins em todas as ruas do centrinho.

Eu usei roupa térmica durante a noite, e durante o dia uma blusa mais quente ou tricot + casaco e meias fio 80 + bota de cano longo e saia.

 

HOTEL

We Hotel

www.wehotel.com.br

O hotel é – sem dúvidas – um dos mais charmosos da região, tipo hotel boutique sabem? Fica em cima de um morro, tem uma vista de tirar o fôlego, é pequeno e aconchegante e super exclusivo, com um café da manhã de princesa, servido especialmente na mesa para cada hóspede.

 

 

 

 


Nosso café personalizado! Demais, né?

 

 

Os quartos são imensos, e nós ficamos na suíte master, com banheira e antessala e uma cama tão confortável que não nos deixou sair na primeira noite – dormimos o sono dos deuses. Haha

 

RESTAURANTES

 

Mercearia

Restaurante que fica no centrinho de Campos, em frente ao Baden Baden. Local excelente, mas a comida deixou um pouco a desejar. É legal para curtir o fim de tarde e tomar uns drinks  e petiscar, mas deixe para almoçar/jantar em outro local.

 

 

Baden Baden

O barzinho mais famoso de Campos – e também o mais lotado! Ideal para um fim de tarde ou para a noite, para petiscar, tomar vinho e apreciar a diversidade de cervejas da casa. Dica da Rê: chegue cedo para pegar uma mesa.

Existe também o tour pela cervejaria da Baden Baden, que é um passeio recomendado para os amantes da cerveja. O tour deve ser agendado e é pago. Mais informações, clique aqui.

 

Só Queijo

Ir a Campos do Jordão e não comer um fondue é a mesma coisa de ir a Disney e não ver o Mickey. Portanto, escolha seu restaurante e vá. O Só Queijo nos foi recomendado como um dos melhores da cidade e realmente é muito bom. No mês de Julho eles abrem o salão do primeiro andar e assim fica mais tranquilo encontrar mesa.

O preço é bem salgado – R$ 250,00 o fondue para 2 pessoas, mas é bem gostoso. Pedimos de carne e queijo e estava delicioso.

We Lounge

Faz parte do complexo do nosso hotel We Hotel, e é simplesmente uma das melhores opções para a noite na cidade. Música bacana e animada, comida excelente. Aquele barzinho badalado que a gente ama, sabe? Vale super a pena!

 

Bonanza Grill

Restaurante argentino com ares bem rústicos. Fica na estrada para a saída da cidade, no topo de uma montanha e o caminho para chegar lá é bem íngreme, mas vale muito a pena, a comida é excelente e os preços bem bons.

Estávamos em um grupo grande e pedimos Bifes de Chorizo que estavam ma-ra-vi-lho-sos! A batata gratinada também! Recomendo!

Me achem na foto kkkkkk

 

 

Sans Souci Café

Pensem em um café charmoso! Eu não consegui entrar, mas passei pela frente e achei a coisa mais fofa do mundo. Dizem que é uma ótima opção para lanche no meio da tarde e que tudo lá é delicioso, então fica a dica para vocês.

 

Gato Gordo

O restaurante era famosíssimo já há 8 anos, quando estive na cidade pela primeira vez. Lembro que fiquei encantada com a culinária e o ambiente, que era lindo pois o restaurante ficava dentro de uma floresta.

Dessa vez dei uma olhada no TripAdvisor e vi alguns comentários negativos, mas também recebemos ótimas indicações na própria cidade, então resolvemos ir. E não nos arrependemos: a comida estava excelente e o local continua sendo lindo, apesar de ter sido reformado.

Dica da Rê: peça a berinjela gratinada com ervas de provence e mussarela de búfala, é simplesmente DIVINA! E olhe que eu nem gosto de berinjela!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Beto Perroy

Mais um restaurante super recomendado, fica ao lado do Gato Gordo. Dizem que tem as melhores carnes da cidade por lá, mas acho que o dono não quer ganhar dinheiro porque o restaurante só abre aos finais de semana, mesmo agora em altíssima temporada. Bola fora! =(

 

 

 

 

 

 

 

 

O QUE FAZER

 

Amantikir Jardins

É um parque com 26 jardins e mais de 700 espécies de plantas: tem casa na árvore (lindaaaa) e labirintos (tente encontrar a saída por lá, é divertido).

A entrada é paga (custa R$ 40) e vale a visita: aproveitem para tirar muitas fotos bacanas!

 

Morro do Elefante

Tem uma vista completa da cidade e dá para chegar de carro ou teleférico. É interessante, mas para dar uma passadinha rápida e ver a cidade lá de cima. O legal mesmo é ir de teleférico porque o passeio é mais emocionante (e muito alto!).

 

Passeio de quadriciclo

Se você gosta de aventura, vale alugar um quadriciclo e percorrer as trilhas guiadas ou fazer seu próprio itinerário. É uma forma divertida de conhecer a cidade. Nós não fomos porque estava bem frio, mas com temperaturas um pouco mais amenas deve ser bem legal.

 

Parque Tarundu

Um passeio também muito recomendado, mas que não tivemos tempo de ir, é o Parque Tarundu: são mais de 30 atividades de lazer em contato com a natureza. Tem Pista de Patinação no Gelo, Tirolesas com 780m de extensão e 50m de altura, Paintball, Passeios a Cavalo, Pônei, Charrete, Arborismo, Arco e Flecha, Orbit Ball, Water Ball, Air Games, Bungee Trampolim, Brinquedo, Escorrega Bóia e muito mais. Deve ser super bacana para ir com as crianças, né?

Recebi muitas dicas de leitoras enquanto estava em Campos, dizendo que o Parque era tudo de bom. Então apesar de não ter ido, repasso aqui a sugestão porque de fato acredito que deve ser muito legal.

 

Bom, de resto é só aproveitar para andar nas ruas super charmosas, tomar chocolate quente, comer, descansar… Campos é super aconchegante e facilmente vocês irão se apaixonar. 2 ou 3 dias são suficientes para uma boa estadia, mais do que isso pode ficar monótono.

Espero que tenham gostado das dicas, quem quiser adicionar mais alguma por aqui, fique à vontade nos comentários. Isso ajuda muito novos viajantes.

Beijos, Rê

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *